Maria Ignez Barbosa
 
           
Tamanho do texto: A A A
Textos e Entrevistas - Wish Casa
 
10 de dezembro de 2011
           | próximo »


WILLIAM MALUF



Unir obras de arte à decoração é uma constante no trabalho de William Maluf. A seu ver, trata-se de uma liberdade necessária. Pois seus projetos na verdade fluem soltos e ganham forma na sua relação com os clientes e suas coleções. Partem sempre da premissa do equilíbrio, da harmonia e da sintonia, não só entre cores e suas tonalidades ou entre moveis e seus estilos, mas também entre a nossa cultura passada, de origem européia e o contemporâneo globalizado.
Somada a uma bagagem cultural pouco comum entre os profissionais do setor, - WIlliam Maluf é arquiteto, já foi marchand de antiguidades, conhece a historia do décor brasileiro como ninguém e é um estudioso do desenho e da pintura - a vocação para a harmonia talvez seja o segredo dos refinados "cenários" desse designer de interiores. Com propriedade, ele gosta de citar o saudoso decorador paulista Germano Mariutti que costumava dizer que " a casa é o cenário onde as pessoas vão viver e, o decorador, o autor do cenário". No entanto, ressalva que preciso é que os moradores se sintam não somente os atores, mas também os autores de seu próprio habitat. E justamente nessa conjugação, cada projeto de William Maluf não se repete e ganha cara nova.
Um belo exemplo de perfeita fusão entre arte e decoração, cliente e decorador, é o apartamento retratado nesta pagina onde as cores verdes, azuis e brancas da coleção de opalinas e das das porcelanas azuis e brancas do casal que ali mora, feliz, há dez anos, determinam o tom geral e se harmonizam ao grande gesso art dêco de Galileo Emendali, foco principal do living, à bela tela em tons esverdeados de Beatriz Milhazes, ao fantástico retrato da Rainha da Inglaterra que ganhou passe-partout verde em harmonia com as opalinas verdes sobre a cômoda D.Maria I adjacente.
Nomes importantes da arte brasileira, sobretudo da fase modernista, colecionados com a ajuda do olho clínico de Maluf, trazem densidade e pedigree ao ambiente. O Pancetti é excepcional, assim como são imponentes o Segall e o Di Cavalcanti. O belo Portinari "mãe com duas meninas" é a pintura favorita da dona da casa que tem dois filhos que já tiveram seus quartos atualizados com a ajuda do decorador transformado em amigo da família.